Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
15 de Janeiro de 2007 às 00:00
A caixa tem a frente recortada para formar uma espécie de balcão, de onde saem fios muito familiares: são cabos dos carregadores de telemóvel escondidos na caixa. Dez, no total, para aparelhos das principais marcas. Sim, é isso mesmo: o maior operador telefónico da Índia continua consciente que a qualidade das ideias não se mede pela sua complexidade e criou um carregador público, multimarcas e gratuito. Chega-se, escolhe-se o cabo e já está.
Aideia que elogio tem uma rentabilidade directa nula. Mas os patrões da Idea não se importam. Acreditam na frase que adoptaram para ‘slogan’: “Uma ideia pode mudar a tua vida.” O projectista do processador Pentium, Vinod Dham, e o criador do portal Hotmail, Sabeer Bhatia, sabem-no, pois estão milionários à conta de um ‘flash’ de criatividade.
O carregador de telemóvel público e multimarcas não dará para enriquecer, mas cumpre o papel de facilitar a vida aos dez milhões de clientes da Idea e, sobretudo, de promover a marca junto dos mais potenciais clientes.
Para os empresários portugueses, fica a dica e uma informação: Portugal já há muito que tem mais telemóveis do que habitantes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)