Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
10 de Outubro de 2004 às 00:00
A aprovação do levantamento veio confirmar aquilo que há muito já se sabia, ou seja, que Portugal realizou um bom trabalho no combate à BSE. Actualmente, temos mesmo um dos melhores sistemas de rastreabilidade e de registo de bovinos de toda a Europa comunitária. Os sucessivos governos têm--se empenhado no esforço de mostrar aos parceiros comunitários que a nossa carne é das mais seguras para o consumidor. Um esforço também desenvolvido pelos próprios criadores e suas organizações que demonstra o brio que todos eles têm nas suas explorações.
A decisão agora tomada por Bruxelas apresenta-se, desde logo, como uma mais-valia para os consumidores portugueses e que estes deverão ter em consideração aquando da sua escolha da carne a consumir. Apesar de optimista, a CAP tem ainda algumas preocupações com o processo que medeia entre a decisão e o levantamento efectivo do embargo.
Para que o processo seja rápido, ou seja, que demore no máximo entre quatro a seis semanas, a tutela e as autoridades veterinárias portuguesas não devem abrandar as pressões junto da Comissão para que esta coloque em prática a decisão. Todo o tempo que vá além desse período, considerado normal, poderá denotar entraves colocados por qualquer dos Estados-membros. Recorde-se que a oposição da França não se ficou a dever a dúvidas sobre a segurança alimentar, mas tão-só a receios de que este levantamento do embargo a Portugal possa conduzir também ao levantamento do embargo a Inglaterra, um forte concorrente da França.
Uma outra preocupação que tem estado na ordem do dia para os produtores de carne de bovino prende-se com um pormenor técnico da maior relevância. Durante o embargo, Portugal beneficiou de uma derrogação europeia que lhe permitia comercializar dentro do País a carne de bovino com mais de 12 meses, cá produzida, sem lhe retirar a coluna vertebral. Ora, se o levantamento vem aí, esperemos que essa derrogação se mantenha.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)