Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
13 de Janeiro de 2011 às 00:30

 Acredito, isso sim, que se se verificar a conjugação de duas variáveis isso venha a acontecer. Uma, a da mobilização do eleitorado que lhe está próximo, o que significa a sua não abstenção; a outra variável prende-se com o eleitorado que vagueia ao ‘centro’, que sempre existe em todo o género de eleições. É sobretudo este eleitorado que tem de pensar seriamente e decidir que Presidente quer: se um que já deu provas quanto ao funcionamento do sistema político e do respeito pela Constituição; se, pelo contrário, um que, pelas propostas que apresenta e pelas posições que vem assumindo, obstaculizará um futuro governo que não seja da sua área política, o que, a acontecer, conduziria a um sério revés para o equilíbrio sistémico e adicionaria uma crise política que só nos empobreceria mais.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)