Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Fonte

Mais uma machadada

Um dia disse "estar cansado de aborrecimentos com embaixadores".

Paulo Fonte(paulofonte@cmjornal.pt) 27 de Julho de 2013 às 01:00

Talvez como medida de reabilitação, agora lidera o Ministério dos Negócios Estrangeiros. E quem melhor do que um homem com passagens pela Sociedade Lusa de Negócios, de que foi acionista, e pelo Banco Privado Português, onde foi membro do Conselho Consultivo, para conduzir uma pasta de tamanha responsabilidade? Encaradas pelo governo como sem importância, tais competências foram apagadas da sua biografia.

Uma questão de modéstia, presume-se. A mesma humildade que leva o visado a falar em "sensacionalismo" e "alguma podridão de alguns hábitos políticos" quando confrontado com o currículo que desejava ignorar. O que sobra é uma indigitação sem bom senso, arrogante e desrespeitosa para quem está a pagar pelas malfeitorias das instituições que Rui Machete integrou.

Ainda as palavras do Presidente da República de apelo à responsabilidade e à confiança num governo moribundo não tinham caído no esquecimento e já o primeiro-ministro avançava com um nome que nunca deveria ter saído da sua cabeça. Cavaco Silva concordou e desferiu mais uma machadada na credibilidade da coligação. Lá diz o ditado: o que nasce torto…

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)