Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
17 de Janeiro de 2003 às 01:38
SIM

Quem quer que agrida crianças deve ser severamente punido. Não pode haver tolerância nem atenuantes para crime tão vil, muito menos quando é praticado por quem tem a obrigação de as proteger. As penas aplicadas em Portugal para estes crimes, que deixam nas vítimas marcas físicas e psicológicas para toda a vida, são incompreensivelmente leves e deveriam ser reavaliadas. Porque quem retira o direito de uma vida sã a uma criança não pode ter uma pena suspensa ou mesmo efectiva de apenas alguns meses.

Sabrina Hassanali
Subeditora do Internacional

NÃO

Prender um pai ou uma mãe depois do mal estar feito e ser irreversível é placebo que não toca no verdadeiro mal - a incapacidade do Estado, por falta de investimento, para detectar em tempo útil as crianças em risco. Melhor que prender um pobre desgraçado “agarrado à droga” e que agredia descendentes e ascendentes (como se pode ler na pág. 6) , seria ter agido sobre a situação em tempo útil. Mais vale prevenir do que vingar.

Octávio Ribeiro
Chefe de Redacção
Ver comentários