Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Rodrigues

Mensagem de alerta

Na quarta-feira, o Ministro da Administração Interna foi ouvido no Parlamento sobre a reposição nos níveis remuneratórios, em atraso também na PSP. A verdade é que não revelou nada de novo; foi, essencialmente, a repetição dos argumentos que têm sido veiculados à ASPP/PSP.

Paulo Rodrigues 17 de Setembro de 2011 às 00:30

Ora, que o anterior Governo foi de má memória para os Polícias, todos sabemos, tal como o anterior ao anterior e assim sucessivamente. Mas é preciso dizer basta! A possibilidade de ruptura da PSP é real e o jogo do empurra em relação à atribuição de culpas é importante, com toda a certeza, a nível político. Mas não resolve o problema. E, nesta altura, o que os Profissionais da PSP exigem é que seja reposta a legalidade em relação a uma lei aprovada num Estado de Direito Democrático, independentemente do Governo que a formulou. Não podemos esperar mais. A "Semana da Indignação", que está à porta, é essencialmente uma maneira de expressar a indignação pela forma como os polícias têm sido tratados nos últimos anos, mas sobretudo um apelo à responsabilidade do Governo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)