Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
17 de Outubro de 2006 às 00:00
Fabrizio Miccoli reapareceu para os golos em Leiria e até conseguiu levantar o estádio com um ‘chapéu’ de execução primorosa (típica de craque) que deixou os adeptos do Benfica a salivar.
Miccoli tem passado mais tempo na enfermaria do que nos relvados, mas tem um crédito muito alto porque quando joga, joga bem e consegue fazer passar a ideia de que com ele sempre disponível o Benfica seria mais forte. E como as lesões não são culpa dele porque ninguém se lesiona de propósito... o povo ‘encarnado’ não faz contas ao custo de cada golo do avançado italiano. Acresce que Miccoli é uma figura com quem não custa simpatizar: é um jogador sorridente, generoso, extrovertido, algo teatral até.
Hélder Postiga também marcou dois golos bonitos ao Marítimo mas é um caso diferente. Passa pouco pelo ‘estaleiro’, não é um jogador propriamente contagiante e, acima de tudo, precisa de muitas mais noites como a de sábado para convencer os adeptos do Porto, que ainda o olham com algum distanciamento. Vai no bom caminho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)