Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Acácio Pereira

Ministro esquece SEF

Igual a si próprio, Miguel Macedo defendeu nas jornadas parlamentares do PSD e do CDS-PP que "a segurança é uma prioridade política, porque ter segurança é uma vantagem estratégica para o país".

Acácio Pereira 30 de Outubro de 2012 às 01:00

Falou das forças de segurança... mas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, e de outros serviços de segurança, não disse uma palavra! Se dúvidas houvesse, ficou demonstrada a falta de estratégia para o Sistema de Segurança Interna do país. Ao diferenciar, quer no discurso, quer no Orçamento, entre forças e serviços de segurança, privilegiando umas (GNR e PSP) e esquecendo outras (SEF), foram dadas mostras claras de que o Governo está mais preocupado em manter a ordem nas ruas, descurando a segurança nas fronteiras, pilar fundamental no combate aos desafios da segurança num mundo em transformação. Ficam assim os portugueses expostos às redes internacionais de crime organizado.

Os alertas lançados pelo sindicato dos inspetores do SEF não têm merecido a devida atenção do ministro da Administração Interna. Mas este não deixará de tornar pública a voz dos seus associados, sempre com o objectivo de melhor servir Portugal e os seus cidadãos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)