Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
3 de Maio de 2006 às 00:00
O brasileiro falou dos novos dirigentes latino-americanos, assim: “Aí chega você [Kirchner], que não estava previsto ser presidente da Argentina, chego eu, que não estava previsto ser presidente do Brasil, e a gente começa a perceber o que está acontecendo na América do Sul.
Imagine o que significou a eleição do Chávez na Venezuela; imagine o que significa se o Evo Morales ganhar as eleições na Bolívia...” Anteontem, a brasileira Petrobrás era a maior empresa da Bolívia. Ontem, a Petrobrás era nacionalizada por Morales. Nem Lula precisa de imaginar muito para adivinhar a falência da Petrobrás boliviana, amanhã.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)