Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
25 de Janeiro de 2010 às 00:30

Passos Coelho teve o arrojo de falar para o País e não apenas para os militantes que vão decidir tudo nas Directas, designadamente quando defendeu o congelamento da despesa social e dos salários e a descida dos ordenados dos políticos.

Claro que aqueles que pretendem que o PSD (e o País) fique sempre na mesma já vieram com a costumada acusação de populismo. Mas não o é. Mudar é fazer diferente. E, sobretudo, saber dar o exemplo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)