Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco Moita Flores

Muita coca!

Esta semana soube-se que no aeroporto de Lisboa foram apreendidos quarenta e dois quilos de cocaína, vindos da Venezuela e do Brasil.

Francisco Moita Flores 22 de Setembro de 2013 às 01:00

É muita coca! Segundo as notícias, destinava-se ao mercado nacional para distribuir pelos bares e discotecas das duas grandes metrópoles portuguesas de Lisboa e do Porto.

Sendo certo que as apreensões policiais representam, em balanço anual, uma pequena parte da droga que se trafica, é na verdade espantosa a dimensão deste problema no que respeita aos mercados de consumo e à economia subterrânea que se esconde por detrás deste negócio.

Noutros tempos, quando a heroína dominava os mercados e protagonizava o combate contra a toxicodependência, era mais percetível o fenómeno do consumo.

A degradação física, a criação de comunidades autoexcluídas, como era o caso do Casal Ventoso, entregavam uma forte visibilidade ao problema do consumo da droga, atraindo a atenção da comunicação social, dos pais, dos especialistas e de muitas organizações não governamentais de combate ao flagelo. Porém, os paradigmas do consumo alteraram-se. Para além da cocaína, e outros agentes químicos, terem ganho a liderança dos consumos, estes assumiram discrição. Deixaram de ser tão visíveis, diminuindo os
traumas coletivos e os medos de que o vício pudesse chegar próximo da nossa porta.

No entanto, é uma baixa da guarda perigosa. A aproximação às substâncias oriundas do narcotráfico continuam, nos fins de semana, nos locais de diversão noturna, a ser a oferta do prazer ilusório que pode devastar a saúde e destruir a vida de muita gente.

É importante que os pais, as escolas, os vários poderes que combatem a toxicodependência continuem a insistir na prevenção, na informação correta aos filhos e alunos sobre os riscos que vivem nestes territórios da sedução perigosa e do lucro fácil.

Este conjunto de apreensões realizadas no aeroporto de Lisboa devem ter esta leitura preventiva e, simultaneamente, educativa.

É a vida que está em causa. Assim como a felicidade de muitos que pode ser destruída.

cocaína droga lisboa aeroporto consumo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)