Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
11 de Julho de 2006 às 00:00
SIM
A infeliz agressão de Zidane a Materazzi não apaga tudo o que o médio francês fez de bom no Mundial da Alemanha, onde se despediu dos relvados. A exibição frente ao Brasil foi a melhor, mas nos restantes jogos Zidane também deixou o perfume do seu futebol tecnicista, em pequenos pormenores que, afinal, fizeram toda a diferença neste Mundial demasiado defensivo. O troféu de melhor jogador é justo.
Pedro Sequeira, Editor de Desporto
NÃO
Uma atitude impensada manchou um percurso invejável na prova e – não haja dúvidas – é esse desvario que fica na retina de quem acompanha o futebol. Tem uma atenuante por ter respondido a uma provocação? Não me parece. Um jogador experiente como Zidane não se pode deixar enredar numa armadilha de crianças. E muito menos deve ser premiado por quem diz ‘não’ à violência.
Paulo Fonte, Editor Executivo
Ver comentários