Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
16 de Janeiro de 2014 às 00:30

SIM

Sem dúvida. É o reconhecimento da arbitragem portuguesa e da importância que o futebol nacional tem vindo a conquistar no mundo. Já dirigiu a final do Euro’2012, uma final da ‘Champions’. Só pode ser motivo de grande orgulho.

Mário Figueiredo, Subeditor desporto

NÃO

Grandes exibições do melhor árbitro português não lhe outorgarão poderes para dar um bocadinho de Ronaldo a cada político de um país que cada vez mais parece fazer da pobreza um objetivo e da pouca esperança uma meta.

Ricardo Tavares, Subchefe de redação

mundial árbitro presença portugal
Ver comentários