Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
13 de Setembro de 2005 às 00:00
Afinal o romantismo não explica tudo e agora é premiada com um lugar bem remunerado em Bruxelas. Em causa não estão os méritos profissionais de Maria Rui, mas a forma discricionária como o Executivo faz “um descongelamento excepcional, desbloqueando um lugar indispensável”, como diz o despacho.
Numa altura em que o Estado dá ordem de ‘aperto do cinto’ à Administração Pública, este novo caso de nepotismo socialista é mais um triste episódio que prova que na óptica dos governantes, a crise quando existe é só para os outros. Estes casos são lamentáveis e constituem um autêntico ‘tiro no pé’ na cruzada do Governo para controlar os gastos da Administração Pública.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)