Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
28 de Janeiro de 2012 às 01:00
Aproveito desde já para desejar as maiores felicidades ao novo Director Nacional e muita coragem para liderar uma instituição que não vive os melhores momentos, esperando que seja protagonista de um futuro melhor.

Os polícias esperam que esta nova etapa não se resuma a uma simples substituição de dirigentes máximos, caso contrário estaremos perante dificuldades que vão, com toda a certeza, agravar-se.

De acordo com as expectativas criadas por estas declarações do MAI, os polícias questionam-se se os principais problemas que trouxeram conflitualidade, instabilidade e desmotivação serão resolvidos.

Será que é desta vez que os polícias colocados no estatuto revogado passam para a nova lei? Será que é desta que a Polícia vai ter um orçamento minimamente de acordo com as necessidades da instituição?

Caso a resolução destas questões não seja garantida, então a apregoada nova etapa não passará da velha.

Ver comentários