Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
31 de Maio de 2011 às 00:30

SIM

O fantasma de Fukushima paira sobre a opinião pública europeia, incrédula perante a tragédia nuclear num país orgulhoso da sua avançada tecnologia. Quando se trata da segurança das populações, não há argumento económico que resista. Merkel já percebeu.

Lurdes Mestre, Editora de Mundo

NÃO

Anúncio é medida táctica no meio de uma aflição política. Fukushima revelou que já há capacidade para se melhorar os sistemas de segurança. O pior, caro e perigoso, é o tratamento dos resíduos nucleares, mas resolver-se-á. O nuclear será barato e limpo.

João Vaz, Redactor Principal

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)