Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Números do divórcio

O País que viu nascer Pedro Nunes tem uma estranha aversão a tudo o que lide com números, desde a matemática mais complexa à simples aritmética. Exemplo é o foco dado às estatísticas dos divórcios, que em número absoluto baixaram em 2011.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 5 de Novembro de 2012 às 01:00

Leitura apressada aponta a crise como o travão da dissolução do matrimónio. Até pode haver centenas de casos desses, mas a crueza dos números revela que, face aos casamentos, os divórcios estão a disparar.

Em 1996, havia 20,8 divórcios por cada 100 uniões. Em 2000, esse rácio passou para 30 e, em 2011, chegou ao recorde de 74,2%. Três em cada quatro casamentos acabam potencialmente em divórcio. O conceito de família está a mudar, e as estatísticas dão conta disso.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)