Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

O animal renascido

José Sócrates renasceu no debate contra Louçã. Meço as palavras. Depois das europeias, o ‘animal feroz’ acusou o golpe: o PS perdia a esquerda para o Bloco e entregava a vitória ao PSD. Como reconquistar essa esquerda sem perder o centro que o elegeu?

João Pereira Coutinho 12 de Setembro de 2009 às 00:30

Sócrates mostrou como: fazendo uma distinção cristalina entre a esquerda radical e até lunática (que, concedo, pertence inteiramente a Louçã) e uma esquerda ‘civilizada’ que não pretende nacionalizar a economia portuguesa ou abater a classe média pelo saque fiscal. Por outras palavras: ao bater Louçã, Sócrates exorcizou o seu maior fantasma. E, pela primeira vez desde as europeias, convenceu e convenceu-se de que é possível repetir, em menor escala, a vitória de 2005: uma vitória da esquerda moderada e do centrão indeciso. A drª Ferreira Leite que se prepare: o ‘animal feroz’ está de volta.

Ver comentários