Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
28 de Dezembro de 2008 às 00:30

No modelo social europeu, as crises, todas, favorecem os governantes. Estes são livres de alvoroçar medos e inseguranças, de se exibirem como bombeiros de serviço e de garantir, sem nunca o provar, que sem eles as coisas estariam muito pior. Por cá, o estado deplorável da Oposição bafeja ainda mais o Governo.

O óbice aparente reside no desdém com que os portugueses desconsideram os políticos. Ou seja, as três eleições dominarão os media em 2009 mas cada vez menos pessoas se importarão com isso.

Só Cavaco Silva é escutado e pode fazer a diferença. Tantas vezes mal aconselhado, foi forçado a romper a estratégia de cooperação depois de ter sido feito peão do jogo político socialista. Só ele poderá atenuar os tiques ostentados por Sócrates na sua mensagem de Natal onde, a propósito da baixa de juros da habitação, alguns limites elementares da decência política foram derrubados.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)