Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
6 de Novembro de 2012 às 01:00

O jogo de Setúbal deixou perceber que haverá espaço para a criatividade e a iniciativa individual. Por isso se viu Jeffrén como poucas vezes se tinha visto, chegando até a surgir nos terrenos imediatamente anteriores aos que pisa o ponta-de--lança.

O futebol do Sporting precisa disso, de cor, de alegria, de algo que rompa com a monotonia. Mas acima de tudo, de golos. Em Alvalade mora o pior ataque da Liga. E se a equipa joga bem, como aconteceu durante a primeira parte no Bonfim, mas não marca golos... não há táctica que lhe valha.

Ver comentários