Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
8 de Fevereiro de 2009 às 00:30

Para defender as empresas e os postos de trabalho, ergueram-se barreiras proteccionistas, começando nos EUA. Recusaram-se empregos, por razões xenófobas e racistas. Surgiram ‘salvadores’, prometendo o regresso da segurança e da prosperidade, com pulso de ferro. Pulularam os extremismos, os nazismos, os fascismos, alguns deles em nome dos trabalhadores. Tudo acabou na Segunda Guerra Mundial.

Já se ouve: "rua" com os trabalhadores estrangeiros – "empregos britânicos para trabalhadores britânicos". Preparam-se medidas proteccionistas barrando as fronteiras a produtos estrangeiros, como a cláusula ‘buy american’ introduzida pelo Congresso no projecto de estímulo à economia proposto por Obama. Merkel recusa ao BCE emitir "fundos de tesouro europeus" para garantir liquidez aos governos da União. Existe UE ou cada um trata de si?

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)