Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

O Inquérito ao BPN

A comissão de inquérito ao caso BPN está a dignificar a Assembleia da República e a classe política, independentemente das conclusões do relatório final. Na altura, a única objecção aqui feita estava na questão de se anunciar uma excessiva focalização no Banco de Portugal.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 18 de Março de 2009 às 00:30

Seria subverter por completo a razão de constituir uma comissão parlamentar se isso acontecesse. O caso BPN é um escândalo político muito mais relevante do que qualquer falha da supervisão dada a biografia política dos envolvidos. Nesse sentido, deve ser escrutinado politicamente, judicialmente e no que representa para o sistema financeiro, incluindo na parte que cabe à supervisão. Esclarecer tudo e tirar todas as consequências deste caso implicaria uma grave crise do regime que, como se tem visto, já abana razoavelmente pelo mero facto de ter sido preso Oliveira e Costa, de chamuscar o ainda conselheiro de Estado Dias Loureiro e ter um buraco que já bateu nos dois mil milhões de euros e não pára de crescer.

Mas o seu aprofundamento é uma questão de elementar higiene política. A investigação parlamentar não prejudica a judicial e vice-versa. São planos totalmente distintos e quem tinha razão nesta matéria era Paulo Portas que, na prática, obrigou o ‘centrão’ a ir atrás do CDS. Haja (ainda) alguém que o faça...

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)