Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
28 de Março de 2005 às 00:00
Claro que quem se adapta melhor ao papel é Arlinda, embora Elsa Raposo ameace transformar- -se numa séria concorrente ao lugar. Há casos de alguma contenção (Alexandra Fernandes ou Rute Marques) no baile de máscaras do costume: Lili faz de “tia Lili” e Gonçalo da Câmara Pereira faz de político nas horas vagas. Com mais caracoletas ou menos ovelhinhas tiram-se as máscaras, mas as faces são quase todas iguais. Recicladas das da primeira versão. A ‘Quinta II’ é um relógio a que não foi dada corda. E já não parece ter conserto. Empurram-se todos uns os outros por causa de um bocadinho de sucesso. Pavarotti, salva-nos!
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)