Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
4 de Maio de 2007 às 00:00
Nessa altura discutiam-se ainda os assuntos de política interna e o candidato à direita não atirou com o primeiro-ministro português à cara da adversária, embora o tivesse feito com os governantes socialistas Tony Blair e Zapatero.
Portugal foi já evocado no debate sobre políticas europeias e de forma positiva. Ségolène juntou-o à Espanha como bom exemplo de desenvolvimento após adesão à comunidade. E não se lembrou do nosso país quando alvitrou medidas contra a corrupção que delapida dinheiros da UE nos “países do sul, Espanha e Itália”. Eis alguém que só vê o nosso lado bom. Ainda bem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)