Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
1 de Outubro de 2012 às 01:00

Se assim o pensa ou se alguma coisa efectivamente sabe, o que fez para o impedir? Nada. Queixa-se de não ter conseguido fazer o que queria, mas as únicas ideias que lhe foram conhecidas visavam apenas o reforço dos seus próprios poderes, que já eram maiores do que os dos seus antecessores. Conseguiu que não o demitissem, mas não era necessário: ele próprio se demitiu das suas mais primaciais funções.

Aquelas afirmações não têm fundamento e mais não fazem que manchar a honra dos magistrados do MP e dos inspectores da PJ, e descredibilizar as investigações criminais por eles realizadas. Claro que não todas: só as que visam crimes praticados por quem verdadeiramente tem o poder político ou económico.

Péssimo legado de um pobre reinado. A história é sempre advertência para o futuro: há perfis que não devem ser repetidos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)