Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
5 de Janeiro de 2008 às 00:00
A única mensagem que pode fazer sentido é a do Cardeal, dado que a época é messiânica. Porém, nem o primeiro-ministro nem o PR desarmam das suas, sendo que pelo menos uma está a mais, como os discursos deste ano provaram: enquanto Sócrates se festejou, Cavaco sacrificou-se e engoliu as exigências transactas. Pior: antecipou-se à remodelação e apontou Correia de Campos a dedo num teste fácil à sua influência.
Por mim gostei mais da entrevista do Ferro do que das mensagens políticas da quadra. Talvez por pertencer àquela geração entre os 45 e os 65 anos a quem ninguém reconhece os serviços do passado e só lhe contam a esperança de vida…
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)