Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
7 de Outubro de 2012 às 01:00

Ficará para a história do fim deste feriado a originalidade de um dia republicano onde o povo não teve lugar! A palavra "crise", que começou e cresceu associada à crise financeira, passou a desenvolver-se noutro cenário, evoluindo para uma profunda e complicada crise política e até uma crise na própria República! Como um mal nunca vem só, o último feriado a 5 de Outubro ficou assinalado pela bandeira nacional hasteada de pernas para o ar! Claro que foi distracção, mas não faltará quem lhe associe os mais diversos significados. Uma República sem feriado até poderá sobreviver. Porém, uma República contra o povo ou sem lugar para o Povo… terá os dias contados!

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)