Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
13 de Agosto de 2006 às 00:00
O QUE TEM A RTP? Uma Informação que mantém, há longos anos, um estilo respeitável, sempre credível, apreciado, independentemente dos directores que por lá passam ou das caras que vão aparecendo, sobretudo no ‘Telejornal’. O trabalho no Médio Oriente e os bons resultados de audiências servem, de novo, para mostrar que o serviço público de televisão tem Informação de muito bom nível.
Mas a RTP tem mais. É hoje a estação com a mais vasta e mais bem recheada equipa de apresentadores. Muitos de primeira linha, como Catarina Furtado, Sílvia Alberto, Jorge Gabriel ou José Carlos Malato, mas também talentos – mais jovens – em acelerado processo de evolução e crescimento, como Tânia Ribas de Oliveira, Marta Leite Castro ou Daniel Oliveira.
Existe, ainda, uma boa prata da casa, onde se destacam Sónia Araújo e Isabel Angelino. A televisão pública também tem hoje o melhor do humor que se faz em Portugal: Gato Fedorento. E tem ainda Marco Horácio.
A RTP tem conseguido produzir, com relativo sucesso, algumas séries históricas e tem, ultimamente, ‘piscado o olho’ ao mercado brasileiro de telenovelas. Existem os concursos de final de tarde. E para eles existe o Fernando Mendes. Há séries internacionais – como o ‘Lost’– e está de volta, já em Setembro, o melhor do futebol, com os jogos da Selecção Nacional. E há Marcelo Rebelo de Sousa, ao domingo. Há muito, portanto.
O QUE TEM A TVI? Uma verdadeira máquina de ficção nacional, que ajudou a revolucionar a estação e alterou, por completo, o quadro competitivo no horário nobre. Pelas telenovelas da TVI têm desfilado ao longo dos últimos anos alguns dos melhores actores que temos, de Ruy de Carvalho a Manuel Cavaco, de Eunice Muñoz a Laura Soveral – figuras de referência que têm estado em permanência praticamente contínua na antena. O que é excelente.
Mas as novelas da TVI não são apenas isto: há Alexandra Lencastre, Sofia Alves, Fernanda Serrano, Maria João Bastos, Dalila Carmo, Pedro Lima, António Pedro Cerdeira, Maria João Luís, João Reis, Margarida Vila-Nova, Paula Neves, São José Correia, Joana Solnado, entre muitos outros. Há, na verdade, gente que chega e sobra para encher todos os dias o horário nobre com telenovelas.
Esta é também a estação dos ‘reality shows’ e de Júlia Pinheiro. E de Manuel Luís Goucha. É a televisão do ‘Jornal Nacional’ que nunca conseguiu deixar de estar ao lado dos ‘mais fracos’ – frase emblemática e tão repetida pelo director, José Eduardo Moniz. A TVI é, ainda, onde está Miguel Sousa Tavares. E onde vai regressar, já este mês, a Liga de futebol.
O QUE TEM A SIC? ‘Floribella’. A vencedora ‘Floribella’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)