Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
14 de Fevereiro de 2009 às 09:00

Muitas foram as vozes que na altura afirmaram reticências à capacidade e à inteligência do jovem líder recém-eleito. Entre eles estava Mário Soares. Um homem grande que soube mais tarde corrigir o seu juízo e enaltecer a valia do novo líder. É óbvio que Sócrates vai, sem surpresas, renovar a sua liderança à presidência do PS porque os socialistas em geral reconhecem-lhe o mérito, o trabalho e a dedicação, sem quebras, que levaram o partido a manter sempre índices elevados em todas as sondagens.

Como costuma dizer-se, a sorte dá muito trabalho. E Sócrates, sem desfalecimentos, tem mostrado uma capacidade de luta invulgar. Poderia parecer, à primeira vista, que a sua caminhada tinha sido fácil. Mas, com franqueza, não me lembro de um líder partidário que tenha sido tão agastado, interna e externamente, e continue de pé, com apoios firmes de grande parte do eleitorado, podendo mesmo vir a reclamar de forma definitiva nova maioria absoluta. Foi, de certeza, muito difíci subir e descer montanhas, enfrentar dificuldades de monta, no partido e no País, e continuar como um rochedo, desafiando todas as intempéries. Não fica mal, nesta ocasião, lembrar, em benefício da verdade e do rigor, que Sócrates teve e tem um inimigo interno perigoso e capaz de todas as tropelias. Refiro-me, evidentemente, a Manuel Alegre, que se revelou um homem capaz de atraiçoar os seus camaradas no momento em que sentir terreno apropriado para a façanha.

 Também não fica mal lembrar que as oposições a Sócrates usam mão de todas as armas, da Universidade Independente ao caso Freeport, para derrubar o político que tem ousado responder à letra às calúnias e às armadilhas postas para denegri-lo. São oposições que nem no momento em que o PR apela à unidade do País, nem na ocasião em que emergiu uma crise mundial de grandes proporções que afecta tudo e todos, são capazes de dar ajuda, uma solução, uma opinião de boa-fé. Vão repetindo, na convicção de que os portugueses são todos estúpidos. Dá a impressão de que a desgraça do País é a graça que procuram. A crise, que ganhou agora maior expressão com os índices do INE, vai ser vencida. Com Sócrates.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)