Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

O sismo das Bolsas

As fragilidades da maior potência mundial, agravadas pela guerrilha política entre Obama e o Partido Republicano, que está refém da ala radical do Tea Party, provocaram a última segunda-feira negra.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 10 de Agosto de 2011 às 00:30

Mas o sismo bolsista que se espalhou por todo o Mundo reflecte também a preocupação com a recuperação europeia e as dúvidas sobre a capacidade dos seus dirigentes de resolverem o drama das dívidas soberanas. A contracção das maiores economias complica ainda mais a situação portuguesa, porque as exportações, o motor mais saudável, vão sofrer. E a austeridade impede qualquer compensação interna. O ajustamento de Portugal imposto pela troika vai deixar os portugueses ainda muito mais pobres.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)