Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1 de Agosto de 2004 às 00:00
ABRAMOVICH impede, com as suas contratações milionárias e desfasadas da realidade do mercado futebolístico – quase falido –, o funeral da megalomania que colocou a decantada ‘indústria do futebol’ totalmente de tanga. Sorte a de Mourinho que ‘obrigou’ o magnata russo a desembolsar cerca de 140 milhões de euros, depois dos 180 milhões que gastou com Ranieiri no comando da equipa londrina. Os clubes, as SAD, as Federações e as Ligas não tinham outra solução senão reduzir inelutavelmente as despesas e não entrar em loucuras no quadro das aquisições mas Abramovich veio baralhar tudo. A sorte do FC Porto e de Mourinho é o azar de uma indústria decadente e em dificuldades de sobrevivência.
BENFICA de Trapattoni começou por apresentar algumas noções tácticas interessantes, até no sentido da sustentação de um pressing constante, mas, frente ao Bétis, o balão perdeu todo o gás. Jogar a pressionar no campo (quase) todo não é tarefa fácil mas é um sinal de modernidade. Quem não o faz... As aquisições são as possíveis, o ‘marketing’ continua e a imaginada exploração de um FC Porto teoricamente mais fraco está a desvanecer-se. A verdade é que, dentro das quatro linhas, o Benfica não pode competir com o FC Porto. Fora das quatro linhas, com uma Liga indefinida, o ‘campeonato’ promete. Positiva a forma como o Benfica soube guardar o nome de aquisições sem o folclore do costume.
CHELSEA, pelo que se pode observar (jogo com o Roma), já dança como Mourinho gosta. E está só no princípio...
DIAS DA CUNHA levanta suspeitas sobre a transferência de Assunção, que os ‘leões’ perderam para o FC Porto. “Vão ver o valor com que o Paulo Assunção saiu do Nacional e o valor com que entrou no FC Porto. Onde é que ficou o dinheiro?” Questão grave. Qual tem sido o papel dos órgãos fiscalizadores dos clubes e SAD? Qual tem sido o papel da CMVM? Qual tem sido o papel das empresas de auditorias e dos auditores? Esperam-se respostas.
FC PORTO tem de agradecer a Mourinho o facto de ser, hoje, um clube desafogado financeiramente, apesar das críticas que Pinto da Costa dirigiu a Mourinho em relação à forma deselegante como saiu das Antas e não festejou com os jogadores a conquista da Liga dos Campeões. Abramovich ajuda a recriar um fenómeno. As vitórias dão dinheiro, como se vê, mas têm de existir malucos, grandes negociadores e interesses vários para se fecharem, nos dias de hoje, operações financeiras com jogadores de futebol a rondar os 40 milhões de euros (exemplo: Drogba).
FIGO faz bem em querer sair o mais rapidamente possível do Real Madrid, a partir do momento em que tomou conhecimento que os ‘merengues’ não estão interessados na renovação. A passagem por Inglaterra (sonho antigo) e alguns projectos em stand-by fazem-no ter pressa. Aliás, Figo poderia iniciar uma nova era no futebol português no sentido da sua regeneração. Aceita o repto?
GOVERNO gatinha sob a ‘arbitragem’ de Jorge Sampaio. Se Pinto da Costa, a reconstruir o plantel do FC Porto, fosse tão desajeitado quanto o foi Santana Lopes na recomposição do Governo, os adeptos do dragão bem poderiam ir gastar o dinheiro num casino qualquer. Azar por azar... Scolari em Maceió, Santana Lopes em São Bento, Paulo Portas no Mar e a Lili Caneças na Casa do Castelo – este País realmente atingiu o clímax!
JOSÉ VEIGA ajeitou-se para reforçar a sua posição como accionista da SAD do Estoril. O que é a lei perante a conclusão de que não há nenhuma incompatibilidade entre as funções de administrador do Benfica e accionista de referência de uma agremiação desportiva que alinha no mesmo quadro competitivo?!
É certo que o futebol está cheio de ‘deslealdades encapotadas’ – e não está só nesse domínio. O Benfica não tinha dinheiro para pagar a Veiga e Veiga teve de ir para a Luz para ser de algum modo ressarcido?! Qual é a diferença entre um administrador ex-empresário e um administrador empresário? Cuidado com os equívocos. Cuidado com as aparências.
LIGA vai começar os campeonatos profissionais numa situação precária. Com o presidente impedido de exercer funções e os clubes, reféns, calados que nem ratos.
SCOLARI juntou e jantarou os amigos, entre os quais algumas panças da imprensa, e temos de levar com as fotos dos xi-xis do nosso mui estimado e idolatrado seleccionador. Sob o alto patrocínio da Air Luxor, sempre referenciada num dos jornais de referência. Isto dá para tudo – e razão tem Mourinho...
PINTO DA COSTA, o ‘Tio Pintinhas’, nada em dinheiro. Esfregou a lâmpada e saiu-lhe o génio Abramovich, a quem lhe pediu três desejos: dinheiro por Mourinho, muito dinheiro por Paulo Ferreira, dinheiro para matar a fome a milhões de crianças de países pobres. Os desejos foram-lhe concedidos. Pinto da Costa e o FC Porto fizeram o seu papel. O futebol continua gloriosamente na miséria. Bem poderia Abramovich ter outros prazeres!
SPORTING fez boa primeira parte frente ao Feynoord. Destaque maior para Paíto. Moutinho e Paulo Sérgio, interessantes. Pinilla – a rever. Pouco Douala. Também Peseiro não parece muito interessado em introduzir noções de pressing no seu futebol. Definitivo?
VIEIRA diz-se satisfeito com o plantel que tem. Não estaria tão optimista. A zanga assumida com os adeptos que queriam Rui Costa e levaram com Everson é justa. Os sócios foram para a praia quando deveriam ter ido à Luz ver o Real; não largaram o dízimo e queriam ópera. Isso é que era bom...
ZAHOVIC volta, sebastianicamente, a ser ‘titularizável’. Já ‘ressuscitou’ pelo menos três vezes. Caso muito sério.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)