Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
16 de Fevereiro de 2010 às 00:30

O empate em Matosinhos deixou os dragões a 9 pontos do Benfica e a 8 do Sp. Braga. Portanto, há três cenários. Jesualdo ganha e mantém-se na luta, a 5 pontos do Sp. Braga e 6 do Benfica; um empate deixa Jesualdo a 8 pontos dos dois líderes (9 do Sp. Braga, para efeitos de desempate entre os dois)o que é um atraso grande, difícil de anular a dez jornadas do fim, não dando os da frente sinais de abrandamento. Último cenário. Uma vitória do Sp. Braga no Dragão deixa a questão do título reduzidaa dois treinadores: Domingose Jorge Jesus. Dragão virtualmente arredado do título à 20ª jornada seria facto inédito nos últimos largos anos, mas podia falar-se em ‘surpresa’ quando Sp. Braga e Benfica têm andado a conversar sozinhos praticamente desde o início da época? Os encarnados já cumpriram o compromisso da jornada 20 (3-0 à U. Leiria) e seguirão o duelo de domingo pela poltrona. O golo do triunfo bracarense sobre o Marítimo (2-1) foi antecedido de erro crasso de arbitragem e mostrou que Domingos não tem no seu plantel soluções em qualidade e quantidade como as de Jesus no Benfica. É um facto que o Sp. Braga não tinha Vandinho e Mossoró (castigados), nem Moisés e Paulo César, magoados. O descaramento e pertinácia do Marítimo fizeram vir ao de cima um Braga sem ideias, tensoe algo nervoso com a pressão de ter de ganhar. Isto disseram os pessimistas. Os optimistas notaram que o Sp. Braga, mesmo desfalcado, somou a 6ª vitória seguida e quea equipa e o público se uniram na comemoração do golo de Luís Aguiar com uma alma, uma crença e um entusiasmo que significam muita coisa. ‘I have a dream...’ disse um dia Luther King. Domingo será ainda mais duro. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)