Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
26 de Janeiro de 2010 às 00:30

Foi isso que José Sócrates fez! Tendo presente a fragilidade política que a minoria parlamentar lhe confere, e sabendo que essa circunstância poderia fortalecer o papel do PSD como alternativa de poder, o governo privilegiou o diálogo com o CDS-PP. E fê-lo por saber que a credibilização do CDS-PP resulta quase sempre em desfavor do PSD e nunca do PS. Mas também, com a certeza que o líder dos democratas--cristãos representaria, como ninguém, o papel que lhe cabe na centralização mediática desta negociação. E mais uma vez, a secundarização do PSD em todo este processo, constituiu mais uma oportunidade perdida para a sua afirmação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)