Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
17 de Outubro de 2011 às 01:00

Mais de 60% dos portugueses concordam em juntar freguesias e cerca de 45% concordam, não só com a junção de freguesias, mas também com a junção de concelhos.

Aliás, só 21% discordam com qualquer reagrupamento autárquico, o que é muito pouco face ao "anunciado" pela opinião publicada.

Dos diversos eleitorados (incluindo os abstencionistas), só no da CDU há mais opiniões desfavoráveis do que favoráveis ao reordenamento.

A análise dos resultados segundo a dimensão das localidades parece desfazer outro mito, o da oposição generalizada do mundo rural, o que marginaliza o aparecimento de novas Marias da Fonte.

No interior do país, 58% apoiam a junção de freguesias, valor que nas aldeias sobe para 66%. Contra qualquer junção de autarquias (freguesias ou concelhos) encontra-se uma minoria de 31% no interior e de 21% nas aldeias.

O problema central vai estar, portanto, na maneira de fazer e de comunicar o reordenamento e na concretização dos serviços prestados pelas juntas de freguesia em soluções de proximidade com os cidadãos, sobretudo dos que apresentam menor mobilidade.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)