Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Oposição mais credível

O PSD recuperou credibilidade com a vitória de Manuela Ferreira Leite.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 1 de Junho de 2008 às 00:30

 A ‘dama-de-ferro’, que não fez promessas e falou nas dificuldades do caminho, assumindo o sacrifício de se candidatar, não conquistou a maioria absoluta dos votantes do PSD, mas ninguém de boa-fé pode pôr em causa a legitimidade da eleição. Os resultados tão próximos dos três principaiscandidatos também podem ser sinal de um novo alinhamento deste partido tão heterodoxo em termos ideológicos. A novidade desta campanha foi o desenvolvimento da corrente liberal, defendida por Pedro Passos Coelho.

A partir de hoje o trabalho de Manuela Ferreira Leite também é o de mostrar aos portugueses o que a separa de Sócrates. A nova presidente não acredita em derivas liberais e mantém a fé na social-democracia. No registo do passado governativo entre a política da poderosa ministra das Finanças de Durão Barroso e o actual Governo não há muitas linhas de ruptura.

Manuela F. Leite deu o sinal para aumento do IVA, congelou carreiras na Função Pública para controlar despesas. E esta foi a receita continuada por Sócrates. Tudo contra o défice podia ser um slogan partilhado por Sócrates e pela nova líder da oposição. Mas os portugueses precisam de saber se, como dizia Sampaio, há "vida para além do défice".

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)