Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
19 de Maio de 2004 às 00:00
Há ainda outra, que é obviamente casual: há dez jogadores nascidos no Norte, outros tantos a Sul, um da Madeira, outro dos Açores e um do Brasil. Tem graça pelo equilíbrio perfeito e, parece-me, não ofende ninguém referi-la.
Uma selecção, a equipa por definição, é um equilíbrio e Scolari sabe isso. Há onze estreantes em fases finais, o que parece muito. Todas as outras selecções que podem ganhar o Euro são mais experientes. A mudança geracional que tinha de se fazer depois do descalabro da Coreia obrigou Scolari a ver demasiados jogadores (36 em 15 partidas). Preparar uma equipa só aconteceu mesmo nos últimos três ou quatro jogos, o que é pouco. O Brasil mostrou em Março de 2002 que podia ser campeão em Julho seguinte. Portugal em Maio ainda tem uma longuíssima estrada a percorrer. Vai a tempo?
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)