Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Os hereges

O jornal ‘Daily Telegraph’ lembrava esta semana que fazer bombas nunca foi tão fácil: basta ir à internet, ler as instruções, comprar os líquidos certos, fazer uma visita às panelas da cozinha – e já está.

João Pereira Coutinho 21 de Abril de 2013 às 01:00

Depois, é preciso uma vontade de matar – ou, no caso dos bombistas suicidas, uma vontade de morrer durante o acto. Não há nenhum governo, nenhuma força policial, nenhum serviço de espionagem que consiga impedir, sempre e em toda a parte, o ressentimento anónimo destes monstrinhos.

Mas convém não cair no extremo oposto: acreditar que o ‘diálogo’, a ‘bondade’ e o uso de eufemismos para tratar os terroristas como ‘extremistas’ chegam e sobram para mudar a realidade. Não chegaram.

Em Boston, não morreram apenas inocentes. Morreu também a inocência deste presidente americano. Os inimigos da sociedade livre, sejam internos ou externos, não se comoveram com a canonização universal de Obama.

hereges internet panelas bombistas boston atentados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)