Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
29 de Junho de 2010 às 00:30

O próximo adversário, na sexta-feira, é a pragmática (e 100% vitoriosa) Holanda de Bert van Marwijk num choque de nível semelhante ao Argentina-Alemanha. Ontem, Robben, Kuyt e Sneijder fabricaram o justo triunfo holandês, mas ainda não foi desta que se viu ‘laranja mecânica’. Já Marcelo Bielsa, treinador do Chile, muito se torceu no banco... mas a verdade é que no Mundial a sério não há lugar para poesias e lirismos. O Chile, que deixara boa impressão na 1ª fase, saiu vergado ao peso compressor canarinho, que ganhou como e onde quis. Para já, o onze do irrequieto Suazo é o único dos ‘oitavos’ (6 jogos, 21 golos!) que ficou a zero.

Ver comentários