Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
28 de Dezembro de 2002 às 00:00
SIM

Já se sabe que os portugueses costumam deixar tudo para a última e este processo de regularização das dívidas não é excepção. Mas os contribuintes não têm culpa que os trabalhadores dos impostos façam greve segunda-feira e o Governo tenha decretado tolerância de ponto no último dia do ano. Por causa destes acertos do calendário, milhares de portugueses que perderam ontem o dia para se deslocar às repartições, esperaram, desesperaram e não foram atendidos. Por isso é justo que o Governo conceda dois dias para regularização em Janeiro.

Armando Esteves Pereira/Editor Executivo

NÃO


Do ponto de vista do contribuinte cumpridor, o perdão fiscal já é injusto – só defensável devido ao problema orçamental do País. Um aumento do prazo, depois de tantos avisos, é imoral. Primeiro andaram uma série de anos sem pagar e, agora, quando lhes é dada a oportunidade de regularizar a situação sem juros, não tiveram tempo... Só falta acusarem o Governo de ser intolerante.

José Rodrigues/Subeditor de Política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)