Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
26 de Abril de 2006 às 00:00
SIM
Com o famoso artigo sobre a boa e a má moeda, Cavaco Silva foi das pessoas que mais contribuíram para que o Governo de Santana terminasse antes do previsto e Sócrates alcançasse a maioria. O Presidente conhece o valor da estabilidade política e pelo menos até final de 2007, altura em que Portugal liderará a União Europeia, de Belém e S. Bento não faltarão exemplos de cooperação estratégica.
Armando Esteves Pereira, Editor Executivo
NÃO
O discurso só surpreendeu quem persiste em duvidar daquilo que Cavaco está farto de repetir: que é um social-democrata cujas referências devem procurar-se para os lados de Bernstein e da II Internacional. Mas a ultrapassagem de Sócrates pela esquerda pode ser um presente envenenado: se o Governo continuar incapaz de resolver a crise, as preocupações sociais do Presidente farão parte da factura.
João Ferreira, Editor de Sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)