Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
24 de Outubro de 2009 às 20:02

Quem seguiu com atenção a revolução tranquila que a ministra da Saúde introduziu poderá alimentar legítimas expectativas em pessoas que (por aquilo que nos vai sendo dito) foram convidadas com instruções expressas para valorizarem o diálogo. Mais do que burocratas ou políticos ideologicamente conotados com “esquerdas ou direitas”, precisamos de gente com bom senso e sensibilidade humana! E a sensibilidade humana, em princípio, experienciada no feminino, poderá aliviar tensões e alimentar diálogos activos geradores de transformações sociais!

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)