Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
4 de Maio de 2007 às 00:00
Vendo a situação como ela é, o mesmo é dizer que o sucesso não está para breve. E pode, por exemplo, nunca chegar. Marques Mendes vai sendo, entretanto, um político de ‘por exemplos’.
Com compreensível transtorno de máquinas e de clientelas do seu partido, Marques Mendes foi exemplar no momento em que desligou o PSD das campanhas autárquicas de Valentim Loureiro e de Isaltino Morais, ambos arguidos em processos judiciais, e, anteontem, voltou a subir à mesma altura de respeitável exemplaridade ao forçar a Câmara de Lisboa a eleições.
“A primeira coisa que um político perde é a liberdade”, escreveu Machado de Assis. Talvez, mas não é obrigatório.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)