Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
17 de Maio de 2005 às 00:00
A par disto tudo, perdemos 22 pontos em casa. Leu bem. Vinte e dois pontos perdidos no estádio do Dragão. Bastava termos perdido só metade e há muito que o campeonato estava decidido e, tanto Trappatoni como Peseiro já não moravam na Luz e em Alvalade.
Lembram-se como vaiavam os treinadores quando um Porto, miserável, liderava a prova. Levámos quatro do Nacional em casa. Uma humilhação. Braga, Boavista e até o Beira-Mar lá foram ganhar.
Contratámos jogadores sem jeito, a grande maioria, um verdadeiro fracasso. Uns chegaram e logo foram embora, outros chegaram, ficaram e estão para ir, outros chegaram a meio e já estão de malas aviadas.
Enfim, foi mesmo mau, inédito e sem precedentes. Mas, chegamos à última jornada e estamos em segundo lugar e há cerca de seis milhões de benfiquistas enervados. Porque tudo se decide no Porto.
Vejam só: ainda podemos ser campeões. Dá gozo ouvir muitos benfiquistas ainda hesitantes dizerem que não vão conseguir ganhar no Bessa. Mas descansem. O título está aí ao virar da esquina. Este campeonato foi feito à medida do Benfica.
Se ganharem peguem na Taça e levem-na, em segredo, para casa. Se o FC Porto, por um acaso, for campeão, farei o mesmo. Prometo não festejar, mas não garanto que não deixe escapar um sorriso.
Ver comentários