Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
18 de Julho de 2006 às 00:00
SIM
Embora seja um enigma inexplicável, nenhum responsável dos serviços prisionais consegue garantir uma prisão livre de drogas. Assumido o facto, a troca de seringas permite reduzir riscos. Se o Estado não consegue impedir que um toxicodependente preso se drogue, pelo menos tem de tentar que esse cidadão não seja condenado à morte, com infecções e doenças que abundam nas prisões, desde a sida às hepatites.
Armando Esteves Pereira, Editor Executivo
NÃO
Em breve, os portugueses vão saber que uma simples seringa pode levar mais do que uma dose de heroína. Quando o Governo anunciar que quer trocar seringas nas prisões, com o nobre objectivo de evitar a propagação de doenças infecto-contagiosas, os portugueses vão ficar a saber que cabe ali, naquele pequeno objecto, toda a incapacidade de décadas que permitiu que a droga, essa sim, entrasse nas cadeias.
Ricardo Marques, Redactor de Portugal
Ver comentários