Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Prognósticos depois do jogo

Vítor Constâncio adiou para o Verão a revisão em baixa das previsões económicas. Em Julho, com meio País em férias e com informação mais sedimentada em relação aos efeitos da crise financeira internacional, o Banco de Portugal e o Governo poderão então fazer uma tranquila revisão das previsões de crescimento para 2008 e 2009.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 16 de Abril de 2008 às 00:30

Há cerca de uma semana, o governador do Banco de Portugal já antecipava uma revisão do PIB de 2008 para um nível inferior a 2% mas superior aos 1,3% previstos pelo FMI.

O relatório de Primavera do Banco de Portugal, ontem divulgado, exclui qualquer previsão para o comportamento da economia. No entanto, refere que a segunda metade de 2007 e o início de 2008 caracterizaram-se pela ocorrência simultânea de três choques externos adversos, interligados entre si, com implicações macro-económicas a nível global: a turbulência dos mercados financeiros internacionais; a intensificação do aumento do preço do petróleo e a forte aceleração dos preços das matérias-primas alimentares; a desaceleração da economia americana.

Em Julho haverá mais dados sobre os efeitos destes choques e nessa altura, citando uma frase atribuída ao ex-jogador de futebol João Pinto, Vítor Constâncio poderá fazer o "prognóstico depois do jogo".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)