Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
3 de Junho de 2011 às 00:30

A TVI apresentou ontem uma sondagem feita em urna, que não pode ser comparada com os sete estudos anteriores.

Nesta sondagem, a última da estação de Queluz de Baixo, o PSD aparece com 36,5% dos votos, o PS 31,1%, o CDS 11,6%, a CDU 7,4% e o BE tem 6,0%. A diferença entre sociais-democratas e socialistas é, assim, de 5,4%. Já na sondagem diária da SIC, o PSD sobe 0,5% para os 35,9%, o PS desce 0,2% para os 31,1%, o CDS baixa 0,4% para os 13%, a CDU recua 0,1% para os 7,8% e o BE cai 0,1% para os 5,9%.

Ao longo deste imenso festival de sondagens, o PSD esteve sempre longe da maioria absoluta, mas os dois partidos de direita podem perfeitamente obtê-la no dia 5 de Junho. Na sondagem da TVI, a direita obtém 48,8% dos votos, contra 45,2% da esquerda. Já na da SIC, a direita alcança os 48,9% e a esquerda os 44,8%. Como os indecisos já são residuais, é pouco provável que aconteçam surpresas no domingo.

PARTIDO DOS ANIMAIS

PUNHETA DE BACALHAU

Os tempos vão ser muito difíceis, é preciso apertar ainda mais o cinto. Por isso mesmo, atire-se a uma valente punheta de bacalhau, um prato bem português que os alemães nunca engoliram. Aqui vão os produtos: dois ovos cozidos, um pimento verde, duas postas de bacalhau, uma cebola média, dois dentes de alho, sal, pimenta, salsa picada, seis colheres de sopa de azeite e duas colheres de sopa de vinagre. 

OS MARKETEIROS

JOGADA DE ALTO RISCO DO CDS

Paulo Portas é o principal marketeiro do CDS. É verdade que ouve muita gente, mas as grandes jogadas são tomadas a solo. Marca o ritmo da sua campanha e consegue mexer na agenda dos outros. Primeiro foi a candidatura a primeiro-ministro. Agora a ameaça de deixar o PSD a falar sozinho no Governo. 

A FUGA

VOE PARA LONGE, VÁ À PATAGÓNIA

É longe, muito longe e pode esquecer a política, a troika e a Taxa Social Única. A Patagónia é um sítio absolutamente ideal. Fica na parte mais meridional da América do Sul, localiza-se na Argentina e no Chile, tem um clima dos diabos, mas pode ser o sítio ideal para carregar baterias. E não há pepinos por perto. 

MAIS

PAULO PORTAS

O CDS fez uma boa campanha eleitoral e pode ser a surpresa de domingo. E Paulo Portas colocou a cereja em cima do bolo quando ontem admitiu não ir para o Governo. E isto porque não quer ser cúmplice da substituição dos boys do PS pelos boys do PSD. Em cheio. 

MENOS

PINTO BALSEMÃO

Patrão da SIC em entrevista à RTP em Maio de 2010: "Sócrates tem características de lutador que não se podem menosprezar." Patrão da SIC num comício do PSD, Maio de 2011: "Sócrates é um velho ilusionista. Está queimado." Verdadeiramente, não havia necessidade.

A PALAVRA

COLIGAÇÃO

Voltou ontem em força à campanha eleitoral pela voz de Paulo Portas. Numa entrevista surpreendente, o líder do CDS admitiu não ir para um Governo de coligação com o PSD. A bomba atingiu directamente Pedro Passos Coelho, que retomou o pedido de uma maioria absoluta. Portas, certeiro, não quer ir para o Governo a qualquer preço e muito menos assistir no Conselho de Ministros à substituição dos boys do PS pelos boys do PSD. As coligações pedidas por altas figuras nacionais a todos os partidos do arco governamental estão seriamente comprometidas. Tanto à esquerda como à direita. Talvez reste o Bloco Central. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)