Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Rodrigues

Qual o valor da vida?

A ASPP/PSP tem alertado o poder político para as consequências do desinvestimento na instituição PSP. A falta de orçamento para responder às necessidades de progressão na carreira e a falta de investimento têm sido factores de desmotivação interna, mas também de preocupação com o futuro da própria polícia.

Paulo Rodrigues 20 de Outubro de 2012 às 01:00

Recentemente, numa carta enviada ao primeiro-ministro, a ASPP/PSP alertava para a possibilidade de algumas instalações, devido ao avançado estado de degradação, poderem vir a colocar em causa a vida dos polícias.

Esta semana, tivemos o exemplo da queda dos tectos do edifício da Quarta Divisão da Polícia de Lisboa, que felizmente não feriu ninguém. A quantidade de vezes que os polícias já assistiram à queda de partes de edifícios e o receio de que um dia o cenário possa ser mais dramático já levou este sindicato a recorrer às entidades estrangeiras, através de queixas contra esta política que roça a irresponsabilidade.

Percebemos que os problemas não podem resolver-se de uma vez só, mas já não aceitamos que a vida dos polícias fique em causa pelo desinteresse da parte dos responsáveis políticos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)