Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
30 de Abril de 2005 às 00:00
SIM
Os jovens universitários constituem um mercado importante para as empresas. Por isso, as comissões organizadoras das ‘queimas’ facilmente arranjam patrocínios. Por outro lado, as ‘queimas’ também são interessantes iniciativas que animam as cidades universitárias e são responsáveis por alguma da pouca ‘movida’, contratando artistas para os concertos. Sem ‘queimas’, o País seria mais triste. Armando Esteves Pereira, Editor Executivo
NÃO
Fazendo um cálculo por baixo, ir oito dias à já descaracterizadíssima ‘queima’ custa meio ano de curso, ou seja, metade da propina mínima anual, cifrada em 475,28 euros. Não deixa de ser curioso ver os mesmos estudantes que em manisfestações contra propinas gritam “Não pagamos!”, trocarem o ‘slogan’ por “Venha mais uma rodada que eu pago!”, queimando despreocupadamente meio ano de curso. Miguel Martins, Subeditor de Sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)