Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
21 de Junho de 2004 às 00:00
O velho Figo belo como um pôr-do-sol. A acreditar nele e conseguir, como quando o conhecemos rapaz. E, por falar em rapaz, Cristiano Ronaldo, aquele que anda em ballet em Londres (qual Manchester, isso é para enganar os pais!) e das duas pernas faz ‘pas-de-deux’ como só juntos a Margot Fonteyn e o Nureyev conseguiam.
E o Deco, o único ser perpendicular (ele avança como quem cai, o que é das maiores fintas desde que Garrincha inventou ir sempre para o lado em que ia). E Ricardo Carvalho, o delicado ladrão: “V. Exa. Sr. Raúl, quer entrar? Tem bilhete? Permite-me, V. Exa., que veja? Ooops, desculpe, tirei-lhe a bola!”
E Jorge O Enfastiado Andrade, parecendo um polícia de aeroporto em Nova Iorque, convidando a abrir a mala. E Miguel, deixem--me que fale dele, enorme Miguel, nós sempre com o credo na boca, não fosse ele fazer asneira e ele simplesmente enorme: só o Vicente acreditou nele e acreditou e acreditou. Isto na primeira parte.
Onde tudo nos correu bem, até a pubalgia de Pauleta. Ah grande pubalgia que trouxe o Nuno Gomes, aquele que joga como um Deus todos os quatro anos. Calhou ontem. E, depois, o absolutamente maravilhoso e agónico medo na nossa área, pontuado de desperdícios incríveis na área deles. Ontem, fui feliz, é tudo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)