Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
12 de Janeiro de 2010 às 09:00

Num curto espaço de dias, o país, que parecia condenado à sua própria insuficiência, conseguiu dar um extraordinário "salto civilizacional" ao mesmo tempo que via assegurada a normalidade nas escolas e garantido um diálogo profícuo entre os principais partidos parlamentares. Em conformidade, o engº Sócrates foi posto a subir nas várias colunas que existem para o efeito e o dr. Aguiar-Branco transformou-se rapidamente num pilar de bom senso dentro da balbúrdia que reina no PSD.

Deixando para outra altura o imbróglio constitucional que ensombra os muitos festejos que inundaram a Assembleia da República e o recuo a toda a linha do Governo para conseguir assegurar a "paz" com os professores, convém tentar perceber em que se traduz este fabuloso "pacto" proposto pelo PSD, agora que se aproxima o debate sobre o Orçamento. Aparentemente, tudo começou com umas conversinhas paralelas entre o dr. Lacão e o dr. Aguiar-Branco que, entre outras coisas igualmente importantes, levaram o PSD a adiar a entrada em vigor de algumas das medidas que o próprio partido tinha apresentado. Seguiram-se umas cartas, recheadas de boas intenções, e, por fim, o anúncio apoteótico de uma espécie de "pacto de regime" entre o PSD e o PS que, fazendo tábua rasa de todas divergências insanáveis que existem entre os dois partidos, prometia substituir a instabilidade da véspera por um frutuoso diálogo entre uma oposição até agora "irresponsável" e um Governo que se caracterizava pela "arrogância" e pelo "autismo".

Como é óbvio, os termos em que se desenvolverá este patriótico diálogo são um dos segredos mais bem guardados da vida nacional. E é assim que, entre pactos desconhecidos e negociações misteriosas, o PSD continua a insistir no seu caderno de encargos e o PS proclama, com redobrado vigor, a supremacia do seu programa eleitoral. Tendo em conta a divergência insanável que existe entre estes dois projectos, talvez fosse de perguntar ao dr. Aguiar-Branco como é que ele vai conciliar o "pacto" que propôs com o que o PSD sempre apresentou. Por uma mera questão – essa, sim – de bom senso.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)